sexta-feira, 11 de novembro de 2016

A CHUVA VERMELHA DE KERALA A CHUVA DE SANGUE

 
Fala Galera...Parecia Apenas mais um Dia Normal em Kerala na Índia,Quando De repente uma misteriosa chuva vermelha começou a cair do céu. E ate hoje a chamada Chuva De Sangue, permanece um grande Mistério para Ciência Moderna. Entre 25 de julho e 23 de setembro de 2001 esporadicamente caiu, no estado de Kerala, ao sul da Índia, uma inexplicável chuva vermelha. As águas tinham cor vermelha, manchando roupas com uma aparência similar à do sangue foram registradas em várias cidades. Inicialmente suspeitava-se que a chuva teria sido colorida por um meteoro hipotético que teria queimado na atmosfera, mas um estudo realizado pelo governo da Índia descobriu que a chuva tinha sido colorida por esporos aéreos, carregados pelo vento, de um tipo local e prolífero de alga terrestre. No início de 2006 a chuva colorida de Kerala ganhou atenção mundial depois de que a mídia levantou a conjectura de que a cor teria vindo de células extraterrenas. Essa hipótese foi proposta por Godfrey Louis e Santhosh Kumar da Universidade Mahatma Gandhi, em Kottayam. A origem terrestre do material sólido foi confirmada por uma investigação baseada nas taxas de isótopos de nitrogênio e carbono.
Foi Chocante, Mas Durante um período de Julho até Setembro de 2001 ocorreu na Índia, no estado de Kerala, um fenômeno impressionante e aterrorizante. Nessa época caiu do céu muitas pancadas de chuva vermelha, No início a causa foi tratada simplesmente como sendo partículas vermelhas misturadas na água, depois um estudo foi pedido pelo Governo, e ficou concluído que eram esporos de algas terrestres. Por volta do ano de 2006 essas chuvas ficaram mais conhecidas mundialmente, e foi então que estudiosos da Mahatma Gandhi University propuseram uma outra hipótese: as partículas poderiam ser células extraterrestres. A resposta veio depois de testes de DNA, que mostraram que as tais partículas na verdade não tinham DNA, o que os levou a concluir que era uma forma diferente de vida, já que na Terra toda forma de vida tem um DNA. O tempo passou, o assunto ficou “esquecido” pela mídia, mas não pelos cientistas. Recentemente os mesmos que concluíram sobre as células extraterrestres que elas estão se reproduzindo a cada Dia. A Misteriosa Chuva De Sangue atingiu uma grande área do sul da Índia. Moradores acreditavam que a chuva era um anúncio do fim do mundo, mas a explicação oficial foi de que a chuva havia sido causada pela poeira do deserto que foi soprada da península Arábica.
Mas Godfrey Louis, um cientista na região, ficou convencido de que havia algo mais incomum acontecendo. Louis descobriu que presentes na chuva estavam minúsculas células biológicas, mas, pelo fato de estas células aparentemente não apresentarem DNA, o componente essencial de toda a vida na Terra, o cientista concluiu que estas células poderiam ser formas de vida alienígenas. A alegação incrível que as células são, possivelmente extraterrestres. É uma grande alegação científica que mudaria a ciência moderna, por mais impossível que possa parecer, todos os experimentos, e estudos sobre a água vermelha coletada, apoiam essa alegação, confirma Godfrey Louis. O trabalho de Louis colocou em ação uma cadeia de eventos, com cientistas no mundo todo debatendo a origem destas células misteriosas. A principal razão por que as idéias de Louis não foram ridicularizadas imediatamente após seu lançamento. Foi à relação com uma teoria defendida por dois cientistas britânicos desde a década de 1960. O falecido Fred Hoyle,e o professor Chandra Wickramasinghe foram os principais cientistas a defender a Panspermia, a ideia de que a vida na Terra se originou em outro planeta. Os cientistas especularam que a vida foi trazida para a Terra por um cometa. Na última década, a Panspermia tem sido cada vez mais levada a sério. A agência Nasa está cada vez mais interessada na busca por vida extraterrestre. Encontrar vida em outro lugar do Sistema Solar seria um estímulo vital para a teoria da Panspermia.
Outra divisão da Nasa está dedicada ao estudo de baterias encontradas na Terra que podem sobreviver a condições extremas. Encontrar estes tipos de batéria pode tornar mais provável a sobrevivência de microrganismos durante uma viagem pelo espaço, em um meteorito.

"Bactérias precisam aguentar o frio extremo do espaço, o vácuo, radiação ultravioleta, raios cósmicos. Parece querer muito de uma bactéria. Mas, do que sabemos, a sobrevivência no espaço é mais ou menos garantida. Bactérias parecem ter nascido para serem viajantes do espaço", disse Wickramasinghe.

A BBC acompanhou o professor Wickramasinghe em uma viagem à Índia no meio de 2006 para investigar o fenônemo da chuva vermelha. Junto com Louis, os cientistas visitaram pessoas que testemunharam a chuva. Wickramasinghe examinou o trabalho de Louis, que mostra que a chuva vermelha pode se duplicar a 300º C, um atributo essencial de um microorganismo que teve que aguentar temperaturas extremas. Tudo isso convenceu Wickramasinghe de que a chuva vermelha é uma forma de vida alienígena.

"Antes de vir, tinha grandes dúvidas se a chuva vermelha era mesmo uma indicação de vida vinda do espaço, nova vida vinda do espaço", Mas, refletindo e depois de conversar com Godfrey (Louis), acredito que a chuva vermelha representou uma invasão de micróbios do espaço, acrescentou.

Muitos cientistas permanecem céticos. Mas se Wickramasinghe e Louis estiverem certos, será a mais forte prova de que a teoria da Panspermia pode ser correta. As testemunhas apelidaram de "chuva de sangue". Estranhamente não é a primeira vez que chove vermelho na região, sendo que a última chuva registrada foi em 2012. Em 2012 os moradores de Sevenagala e Indikolapelessa no Distrito Moneragala, área na parte sudeste da ilha de Sri Lanka, testemunharam o fenômeno da chuva vermelha no dia 14 a 17 de novembro de 2012. E continuou chovendo por quase 60 dias, o que fez os moradores ficaram com medo, tanto que o governo do Sri Lanka teve de intervir, enviando uma equipe para estudar a chuva e tranquilizar a população. Não é um fenômeno isolado chover colorido, e ocorrem estas chuvas em muitos locais ao longo de centenas de anos, como vemos neste caso, ocorrido em julho de 1841. Os escravos de uma plantação no Condado de Wilson, Tennessee, informaram que, pouco antes do meio-dia, uma nuvem vermelha apareceu subitamente no céu limpo, e da nuvem caiu uma chuva de "matéria fibrosa muscular ensanguentada e adiposa", nas palavras de um médico da região, W. P. Sayle, que a examinou no local. 
Nos casos mais recentes, os cientistas coletaram amostras da chuva vermelha e o analisaram, podendo teorizar algumas Hipóteses sobre o que deixou a chuva vermelha.
= Poeira: a primeira hipótese que todo mundo pensou foi a mais simples: seria simplesmente poeira. Mas ao analisar no microscópio, encontraram poucas partículas de poeira.
= Algas: O laboratório mais avançado do Sri Lanka, o SlinTec, analisou a composição das algas e constatou que não são células de alga.
= Poluição: para o governo, poderia ser poluição, mas a análise microscópica mostrou que não.
= Sangue: Apesar de terem uma aparência visual, a célula sanguínea é diferente. O corte transversal da chuva vermelha mostra que tem uma parede bem espessa.

= Células trazidas do espaço por um meteorito: São células vivas, transparentes, medindo cerca de 8 milionésimos de milímetro. As células são parecidas com glóbulos vermelhos humanos, mas não são. As paredes celulares são muito grossas e vermelhas. Os estudos mostraram que células são feitas de 50% de carbono e 45% de oxigênio, já as células terráqueas também são ricas nesses elementos. 
Enfim Galera...Elas Não possuem DNA. Todo ser vivo na Terra possui DNA, que tem em sua composição o elemento químico fósforo. Pesquisadores não encontraram este elemento químico nas células. Isto está deixando os cientistas de cabeça quente, pois sugere que vieram do espaço. Se reproduzem por autodivisão a temperaturas de até 300 ºC. A maioria das células na Terra não se reproduz nem a 100ºC, somente algumas extremófilas conseguem se reproduzir em temperaturas um pouco maiores, mas nada que chegue perto de 300 ºC. Mas  como as células se reproduzem se elas não tem DNA?. E esse é só mais um dos mistérios que essa bizarra Chuva Vermelha trouxe. Vlw Galera Ate.
Postar um comentário

Postagens populares

Postagens populares