quinta-feira, 12 de março de 2015

O MISTÉRIO DE ANNABELLE A BONECA DO MAL

 
Fala Galera...Baseado em fatos reais,o temido filme Annabelle,conta a aterrorizante historia de uma boneca possuída por um espírito maligno. Mas o que existe por trás deste conto é uma história real, cercada de mistérios. O fenômeno Annabelle surgiu em 2013, com o filme Invocação do Mal, um terror de mistérios sobrenaturais, principalmente por se tratar de uma história real. O filme mostra um dos maiores casos explorados por Ed e Lorraine Warren, um casal de demonologistas chamados para tentar auxiliar uma família diante de perturbadoras manifestações sobrenaturais. No início do filme é contada brevemente a história da boneca Annabelle, como um caso solucionado pelo casal. Porém, esta pequena passagem foi suficiente para despertar a curiosidade de grande parte do público a respeito da boneca demoníaca. No caso de Annabelle, diferente de Invocação do Mal, a retratação do filme não é a real história da boneca, seria uma explicação para o que veio a acontecer com ela. O casal Warren e a boneca Annabelle. Ed e Lorraine Warren são do pequeno distrito de Monroe em Connecticut nos EUA e dedicaram suas vidas a explorar fenômenos sobrenaturais e possessões demoníacas por todo o país. Lorraine começou a ter visões e mostrar uma sensibilidade fora do comum quando ainda era criança, mas por estudar em colégio religioso achou melhor manter este seu “dom” em segredo. Quando conheceu e se casou com Ed, começaram a viver juntos as maiores aventuras já registradas pelo mundo sombrio e desconhecido do ocultismo, entre elas o famoso caso de Amityville, que também rendeu um filme, mas sem a participação do casal. Juntos, eles investigaram mais de dez mil casos e levaram consigo todo tipo de objeto de cultuação, possessão e invocação que encontraram pelo caminho. Toda esta coleção formou o que é hoje o “lugar mais assombrado da Terra”, o Museu de Ocultismo dos Warren onde todas estas peças singulares ficam expostas a visitantes.
Na década de 70, Donna era uma jovem estudante de enfermagem de Connecticut,e dividia um apartamento com sua amiga Angie. Em seu aniversário Donna ganhou de sua mãe uma antiga boneca de colecionador, comprada em uma loja de objetos usados. A misteriosa boneca originalmente chamada de: Raggedy Ann estava a venda em uma pequena Hobby Store que é uma Loja especializada em coleções. E Para jamais se esquecer do carinho de sua mãe, sempre que saía de casa Donna a deixava sobre sua cama, mas alguns dias depois as amigas começaram a notar que quando voltavam para casa a boneca estava em uma posição diferente e às vezes em outro cômodo da casa. Intrigadas com estes acontecimentos as garotas resolveram chamar uma médium para ver se havia algo errado com a boneca, e foi constatado que ela estava “possuída” pelo espírito de uma garotinha chamada Annabelle Higgins, que morreu naquele apartamento há muito tempo e estava feliz com a presença das jovens, convencendo-as a deixar que a garotinha morasse com elas através da boneca. As jovens recebiam frequentemente a visita de seu amigo Lou, que nunca acreditou em nada sobrenatural, caçoando sempre da história da boneca. Certa vez Lou estava cochilando à tarde no sofá do apartamento das amigas quando teve um pesadelo, que a boneca subira por suas pernas e o estava estrangulando. O rapaz acordou assustado e ofegante, sentindo o pescoço apertado e quando abriu a camisa viu que estava todo arranhado. Assustadas as garotas chamaram o Padre Hegan, conhecido delas, para tentar entender melhor o que estava havendo. O padre, ao perceber que se tratava de algo muito além do que ele já havia visto, comunicou seu superior, o Padre Cooke, que já havia participado de exorcismos e poderia ajudá-las. Padre Cooke, por sua vez, devido à grande força maligna da entidade, pediu auxílio a Ed e Lorraine para desvendar o mistério da boneca.

 
Os Warren contataram Donna,e ela recebeu a visita dos demonólogos, que constataram não se tratar de um espírito humano, mas sim algo não humano, um demônio que estava manipulando a boneca para tentar possuir uma alma humana, provavelmente a de Donna. Na tentativa de livrar o apartamento do mal, Ed pediu ao Padre Cooke que realizasse um exorcismo no apartamento e na boneca. Feito isso, o casal pegou a boneca e a levou embora, pois caso algo ainda estivesse com ela, eles teriam um maior controle. No caminho de volta para Monroe o carro de Ed e Lorraine começou a falhar estranhamente, derrapava nas curvas, os freios e a direção por vezes não funcionaram e o motor simplesmente desligava sem motivo algum. Em um momento quando saíram da estrada Ed foi até o banco de trás onde estava Annabelle e jogou uma grande quantidade de água benta fazendo o sinal da cruz na boneca, o que parece ter acalmado seus ânimos e os permitiu que chegassem em segurança à sua casa. Ao chegar Annabelle continuou a se manifestar, Lorraine conta que a viu levitar, mover os braços e aparecia em lugares diferentes de onde estava, principalmente na poltrona de Ed. Certo dia o casal recebeu a visita do Padre Jason Bradford que pegou a boneca e encarando-a disse: “Você é apenas uma boneca de pano Annabelle, você não pode machucar ninguém” e a jogou longe, sendo imediatamente repreendido por Ed: “Isso é uma coisa que é melhor você não dizer”. Cerca de uma hora após a saída do Padre, Lorraine recebe um telefonema dele contando que se envolvera num acidente de carro quase fatal, seus freios pararam de funcionar em um cruzamento movimentado. Desde então Annabelle está no museu anexo à casa deles, trancada em um caixa de madeira e vidro. Em determinada ocasião, Ed recebeu no museu um casal que foi atraído pela história da boneca e quis conhece-la. Ed contou toda a história a eles, mas cético da situação, o rapaz bateu no vidro e desafiou Annabelle a fazer algo com ele para provar que ela era realmente capaz disso. Ed o expulsou imediatamente do museu, e mais tarde ficou sabendo que o casal sofreu um acidente de moto voltando para casa, o rapaz bateu a cabeça em uma árvore e morreu. A namorada dele sobreviveu, mas passou mais de um ano hospitalizada e quando perguntada sobre o acidente ela só lembrava-se de rir da boneca e depois acordar no hospital. Annabelle permanece em sua caixa no museu dos Warren, recebendo a visita de um padre duas vezes por semana. Ed infelizmente não está mais aqui para contar suas histórias, mas Lorraine continua ajudando as pessoas e guardando o assombrado museu. Acreditando ou não no sobrenatural, talvez seja melhor não brincarmos com o que não conhecemos.
Então no final das contas, eles descobriram que, na verdade, a boneca não estava possuída, mas que havia um espírito que manipulava o brinquedo para se aproximar das pessoas, na tentativa de conseguir um hospedeiro humano. O apartamento das meninas foi exorcizado por dias e a boneca foi levada pelo casal para o Museu Ocultistas, em Connecticut. Nesse lugar macabro foi preparado um espaço especial para Annabelle, onde ela permanece até hoje em exposição. O demonologista Ed Warren e a médium clarividente Lorraine Warren foram durante 50 anos o casal mais famoso do mundo quando o assunto era investigação paranormal. Sua história começa em 1952, quando os dois fundaram o New England Society for Psychic Researchgations (N.E.S.P.R.) e abriram um museu do ocultismo em Monroe - Connecticut. Eles alegaram que já pesquisaram mais de 10.000 casos e escreveram diversos livros sobre demonologia. O mais famoso caso que eles investigaram foi o de Amityville. O casal George e Kathy Lutz alegaram que sua casa, localizada em Nova York, estava sendo assombrada por uma violenta entidade demoníaca, que não deixou eles morarem na casa por mais de 28 dias. Então um repórter que sabia do caso chamou os Warrens para investigar. Até hoje o caso é muito debatido, pois várias pessoas dizem que o caso é uma mentira, mas Lorraine continua atualmente jurando que tudo que aconteceu foi verdade e que o local era realmente assombrado. Registrado no livro “The Demonologist” (O Demonologista). Os Warrens criaram em 1952 um museu ocultista, e a boneca Annabelle está em exposição nele, assim como outros muitos objetos. O museu esta aberto ao público e recebe milhares de visitantes. Com a morte de Ed Warren em 2006, o braço direito de Lorraine passou a ser Tony Spera. Ele é seu assistente psíquico e cuida da NESPR e do Museu do Oculto. Lorraine Warren esta na ativa atualmente, sempre a vê em diversos programas que existem sobre investigação paranormal, mas o preferido dela é o "Paranormal State", exibido no Biography Channel ,Sempre que Ryan, o chefe da equipe, não consegue solucionar um caso, ele chama Lorraine Warren,ou o médium Chip Coffee ,para ajudar a esclarecer o macabro caso que investigam.
O filme Invocação do Mal (The Conjuring) é baseado em um dos casos mais difíceis já enfrentados pelos Warrens, o da fazenda Harrisville. O filme vai mostrar a história do ponto de vista dos Warrens, usando seus vídeos pessoais da investigação.Uma família durante meses foi atormentada por poltergeists. Ed Warren tentam se comunicar com os códigos: uma batida para SIM e duas para NÃO. As respostas que consegue é que ele é um menino, que deseja que a família saia da casa e que ele não gosta da mãe da família. Ed depois confronta o menino e pede para ele provar que ele está ali, pedindo sinais. Ele começa movendo uma cadeira e depois move uma mesa inteira. No vídeo, ele ataca a filha de 10 anos do casal, que tenta fazer a tarefa de casa. Ele fica movendo a cadeira, a menina se assusta e chora. Mais tarde, quando a garota tenta dormir, ela é empurrada para fora da cama. Então São chamados 3 padres para exorcizar a casa. A boneca Annabelle, não só se mexia, mas escrevia também. Com cerca de um mês de experiências, Donna e Angie começaram a encontrar mensagens à lápis sobre um papel de pergaminho onde lia-se "Ajude-nos" e "Ajude Lou". A escrita à mão parecia pertencer a uma criança pequena. A parte assustadora sobre as mensagens não eram os textos, mas a maneira como eles foram escritos. Naquela época, Donna não tinha papel de pergaminho em sua casa, onde as mensagens foram escritas. Então, de onde veio isso? Uma noite, Donna voltou para casa e encontrou a boneca novamente em uma posição diferente da que havia deixado, desta vez em sua cama. Donna descobrira que isso era típico da boneca, mas de alguma forma ela sabia que desta vez era diferente, algo não estava certo. Uma sensação de medo tomou conta dela quando, ao inspecionar a boneca, viu o que pareciam gotas de sangue na parte de trás de suas mãos e em seu peito. Aparentemente, do nada, uma substância líquida e vermelha apareceu na boneca. Assustada e desesperada Donna e Angie decidiram que era hora de procurar aconselhamento especializado. Sem saber para onde ir, elas contactaram uma médium e uma sessão foi realizada. Donna foi então apresentada ao espírito de Annabelle Higgins. A médium relatou a história de Annabelle para Donna e Angie. Annabelle era uma jovem que residia na propriedade antes dos apartamentos serem construídos, aqueles foram "momentos felizes". Ela era uma menina de apenas sete anos de idade quando seu corpo sem vida foi encontrado no campo em que o complexo de apartamentos estava agora. O espírito relatou à médium que ela se sentiu confortável com Donna e Angie e queria ficar com elas e ser amada. Sentindo compaixão por Annabell e sua história, Donna permitiu que a boneca possuída pudesse ficar com elas. No entanto, elas logo descobriram que Annabelle não era o que parecia ser. Isso não era um caso comum e definitivamente aquela não era uma boneca comum.
Na conclusão da investigação, os Warren consideraram oportuno ter uma uma bênção de exorcismo pelo Padre Cooke para limpar o apartamento. A Conclusão Padre Cooke, embora desconfortável com seu papel de um exorcista, concordou em realizar o ritual de exorcismo de sete páginas, uma doutrina que ele recitou em todo o apartamento até o ponto em que os Warren estavam confiantes de que a entidade não mais residia lá. Eles concordaram em levar a boneca de pano de volta para casa com eles. Antes de ir, Ed colocou a boneca no banco de trás do carro e concordou que não iria dirigir pela interestadual, no caso de o espírito não-humano ainda residir com a boneca. Suas suspeitas foram todas confirmadas, os Warren sentiram-se como objetos de um ódio vicioso. Então, em cada curva perigosa o carro patinava e morria causando falha na direção hidráulica e nos freios. Repetidamente o carro beirava a colisão. Ed então parou o carro, foi até o banco de trás e pegou, em sua bolsa preta, um frasco de água benta e encharcou a boneca fazendo o sinal da cruz sobre ela. Os distúrbios pararam imediatamente e os Warren chegaram em casa em segurança. Durante as semanas que se seguiram, no entanto, a boneca começou a aparecer em várias salas da casa. Quando os Warren saiam e deixavam a boneca trancada no edifício exterior, eles muitas vezes voltavam e quando abriam a porta da frente encontravam a boneca sentada confortavelmente em cima de cadeira de Ed. Em uma ocasião o Padre Jason Bradford, um exorcista católico, chegou à casa. Ao ver a boneca sentada na cadeira, ele pegou e disse: "Você é apenas uma boneca de pano, Annabelle, você não pode machucar ninguém", e jogou a boneca de volta na cadeira, então Ed exclamou: "Isso é uma coisa que é melhor você não dizer." Ao sair, uma hora mais tarde, Lorraine pediu encarecidamente ao padre para que tomasse muito cuidado ao dirigir e que ligasse para ela quando chegasse em casa. Poucas horas depois Padre Jason ligou para Lorraine e explicou que seus freios falharam quando ele entrou em um cruzamento movimentado. Ele foi envolvido em um acidente quase fatal que destruiu seu veículo. Este foi apenas um dos muitos eventos que ocorreram durante os próximos anos. Dentro de uma caixa de segurança que foi construída para ela, Annabelle parece não mais se mover, mas ela é tida como responsável pela morte de um jovem que veio para o museu em uma moto com sua namorada. O jovem, após ouvir o relato de Ed sobre a boneca, desafiadoramente foi para cima e começou a bater sobre a caixa insistindo que, se a boneca podia deixar marcas nas pessoas, então ele queria ser marcado também. Ed disse para o jovem: “Filho, você precisa sair " e o colocou para fora do prédio.
No caminho para casa, o jovem e sua namorada estavam zombando da boneca quando perderam o controle da motocicleta e bateram com a cabeça em uma árvore. O jovem foi morto instantaneamente, mas sua namorada sobreviveu e ficou hospitalizada por mais de um ano. Quando perguntado o que aconteceu, a jovem explicou que eles estavam rindo da boneca, quando perderam o controle da motocicleta. Raggedy Ann é uma personagem fictícia criada pelo escritor americano Johnny Gruelle em uma série de livros que escreveu e ilustrou para crianças. Raggedy Ann é uma boneca de pano com fios de lã vermelha como cabelo e com um nariz em forma de triângulo. A personagem foi criada em 1915 como uma boneca, e foi apresentada ao público em 1918 no livro “Histórias de Raggedy Ann”. Uma boneca também foi comercializada com o livro.Gruelle criou Raggedy Ann para sua filha, Marcella, quando ela lhe trouxe uma velha boneca de pano e ele desenhou um rosto nela. De sua estante, ele leu um livro de poemas de James Whitcomb Riley, e combinando os nomes de dois poemas, "The Raggedy Man” e "Little Orphant Annie". Raggedy Ann em português seria algo como : Anna Esfarrapada. Marcella morreu aos 13 anos depois de ter sido vacinada na escola contra a varíola sem o consentimento de seus pais. Autoridades culparam um problema pré-existente no coração da menina, mas seus pais culparam a vacinação. Gruelle se tornou um opositor à vacinação, e a boneca Raggedy Ann foi usada como um símbolo do movimento anti-vacinação. As Raggedy Ann eram feitas originalmente à mão, mas depois passaram a ser fabricadas por empresas de brinquedo.Tem uma caixa construída especialmente para Annabelle dentro do Museu Ocultista, onde ela permanece até hoje.

Postar um comentário

Postagens populares

Postagens populares