sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

SERIAL KILLER IVAN MILAT O CAÇADOR DE MOCHILEIROS

 
FALA GALERA...O SIMPÁTICO IVAN MILAT ATACAVA EM SIDNEY NA AUSTRÁLIA,ELE SEMPRE DAVA CARONA AOS JOVENS AVENTUREIROS NA BEIRA DA ESTRADA,MAS ASSIM QUE ELES ENTRAVAM EM SEU CARRO,ELE MOSTRAVA A SUA VERDADEIRA FACE DO MAL,DEPOIS DO ESTUPRO ELE CAÇAVA OS JOVENS MOCHILEIROS COMO ANIMAIS,E ENQUANTO ELES CORRIAM PARA O MATO PARA SALVAR SUAS VIDAS,ELE SEGUIA ATIRANDO ATRÁS,E SORRINDO COM SUA ESPINGARDA,ELE MATAVA APENAS POR DIVERSÃO,E QUANDO NÃO MORRIAM PELOS TIROS,OS JOVENS MORRIAM AGONIZANDO POR FORTES FACADAS. ENTÃO CONHEÇAM ESSE MAU REENCARNADO CHAMADO IVAN MILAT...

Ivan Robert Marko Milat também conhecido como O Assassino de Mochileiros, é um cruel assassino em série australiano, condenado pelo assassinato de sete mochileiros nos anos 1980 e 1990.Os seus crimes ficaram conhecidos como "Backpackers Murders". Atualmente, Milat cumpre pena em Nova Gales do Sul e inacreditavelmente ainda se declara inocente de todas as acusações feitas contra ele. Ivan, 51 anos, era um trabalhador da estrada, ávido caçador e filho de um imigrante croata, cujos prazeres na vida eram um veículo de quatro rodas motrizes, uma moto Harley Davidson e uma propensão para matar estranhos. Considerado o pior assassino em série da Austrália, Ivan é acusado de assassinar sete Mochileiros. Ivan gostava de caçar suas vítimas como se fossem animais, dando-lhes uma vantagem por entre os matos de Nova Gales do Sul. De 1989 a 1992, a brutalidade de seus ataques horrorizou o público australiano. Algumas das vítimas foram baleadas, esfaqueadas, estranguladas, e um deles foi decapitado com uma espada encontrada no apartamento da mãe de Ivan, que tinha seu rifle equipado com um silenciador e usou a cabeça da vítima para "alvo". Dos sete mortos, cinco eram turistas europeus, as outras duas vítimas eram adolescentes do estado australiano de Victoria.

Dois dos mortos eram jovens britânicos, cujos desaparecimentos levaram à descoberta sinistra dos corpos de todos os sete Mochileiros. A polícia lançou uma das maiores caçadas humanas da história da Austrália. A principal testemunha de acusação é um outro turista britânico que fugiu de carro. Ele foi preso em 1994 em sua casa nos arredores de Sydney, onde a polícia encontrou peças de armas, munições e facas usadas nos assassinatos, assim como equipamentos de campismo, que disse terem pertencido a alguns dos Mochileiros assassinados. As autoridades de Nova Gales do Sul têm oferecido alojamento gratuito e assistência financeira às vítimas que desejarem assistir ao julgamento dele. Os corpos dos sete jovens desaparecidos com idade entre 19 a 22 foram descobertos enterrados na Belanglo State Forest eram três alemães, dois britânicos, e dois eram viajantes australianos de Melbourne. Em 2009, Milat cortou seu dedo mindinho com uma faca de plástico, com a intenção de enviar o dedo decepado ao High Court supremo tribunal da Austrália. Ele foi levado ao Hospital Goulburn sob alta segurança, no entanto, em 27 de janeiro de 2009, Milat foi devolvido à prisão depois de os médicos decidiram cirurgia para recolocar o dedo não era possível. Mas esta não foi a primeira vez que Ivan Robert Marko Milat havia se machucado enquanto estava na prisão. No passado, ele já engoliu lâminas de barbear, grampos e outros objetos de metal.  Em 2011, Milat iniciou uma greve de fome em uma tentativa frustrada de ser dado um Playstation na cela, chegando a perder 25 kg.
 ENFIM GALERA...IVAN SEMPRE DAVA CARONAS,AZAR DE TODOS AQUELES QUE ENTRAVAM EM SEU CARRO,AS PERVERSAS CAÇADAS DE MILAT MARCARAM A AUSTRÁLIA,E CHOCARAM O MUNDO,SUA MACABRA HISTORIA DEU ORIGEM A DOIS FILMES DE TERROR MODERNO, WOLF CREEK VIAGEM AO INFERNO DE 2005,E WOLF CREEK 2 DE 2014,VLW GALERA ATE:




Postar um comentário

Postagens populares

Postagens populares