quarta-feira, 23 de abril de 2014

TEGAN AND SARA BRASIL CLOSER

FALA GALERA...UM DOS MAIORES DESTAQUES NO CENÁRIO MUSICAL DOS ÚLTIMOS TEMPOS,É A BANDA TEGAN AND SARA,FORMADA PELAS IRMÃS GÊMEAS CANADENSES TEGAN QUIN E SARA QUIN,VEM CONQUISTANDO CADA DIA MAIS FÃS PELO MUNDO,ALEM DO VISUAL OUSADO DAS DUAS,O SOM DELAS TBM É BEM AUTÊNTICO,É UMA MISTURA DE INDIE ROCK,E INDIE FOLK,E EMBORA ELAS FICASSEM MUNDIALMENTE FAMOSAS PELAS POLÊMICAS DO FATO DAS DUAS SEREM LÉSBICAS ASSUMIDAS,O SOM DELAS SE MOSTROU BEM MELHOR QUE ISSO,ELAS ROMPERAM AS BARREIRAS DO PRECONCEITO,SAÍRAM DO CANADA,E DESDE 2000 ELAS SE TORNARAM CONSAGRADAS NO INDIE ROCK MUNDIAL,ENTÃO CONHEÇAM MELHOR ESSAS AUDACIOSAS IRMÃS CANADENSES,ESSAS SÃO TEGAN AND SARA...
 
Tegan and Sara é uma dupla canadense de indie rock/indie folk, composta pelas gêmeas idênticas, Tegan Rain Quin e Sara Kiersten Quin,nascidas em 19 de setembro de 1980. Ambas tocam guitarra, teclado, bateria, e compõe sua canções, entre outras atividades. Elas já lançaram sete discos de 1999 até hoje, São focadas algumas vezes pela mídia por serem irmãs gêmeas e ambas lésbicas.Tegan e Sara nasceram 19 setembro, 1980, em Calgary , Alberta no Canadá,Elas começaram a tocar músicas de guitarra e escrever aos 15 anos. Elas inicialmente tocavam como Plunk sem um baterista ou baixista. Em 1997, eles usaram estúdio da sua escola de gravação para gravar dois álbuns de demonstração, Em 1998, eles ganharam Garagem de Calgary competição Warz, usando o tempo de estúdio que ganharam a permissão para gravar seu primeiro demo profissional Yellow tape, que foi seguido por Orange tape and Red tape. Duas músicas são destaques do primeiro “Under Feet Like Ours” que elas lançaram de forma independente em 1999, sob o nome "Sara e Tegan". Elas mais tarde mudaram o nome para "Tegan and Sara", porque era mais fácil de pronunciar,e reeditaram o álbum usando esse nome. Elas também queriam o seu nome para se destacar entre os outros músicos da época, como Sarah McLachlan e Slean Sarah. Tegan era mais fácil de lembrar. Elas assinaram com o selo Neil Young manager, e lançaram o primeiro álbum em 2000, e fizeram várias turnês desde então.
Em 2002, a banda lançou seu terceiro álbum If It Was You. Seu quarto álbum, So Jealous , foi lançado em 2004 e conduziu a um maior sucesso internacional. Este álbum foi lançado, tanto através de Vapor and Sanctuary. Uma faixa do álbum, Walking with a Ghost", foi coberto por The White Stripes. Seu álbum de 2007, The Con , foi liberado pelo vapor e Sire porque Sanctuary escolheu não mais lançar música nova nos Estados Unidos. O álbum foi co-produzido por Chris Walla . Jason McGerr de Death Cab for Cutie , da Sharp Matt de os alugueres e, anteriormente, Weezer , Burgan Hunter da AFI , e Kaki king todos aparecem no álbum.  Em 27 de outubro de 2009, Tegan and Sara lançou seu sexto álbum “Sainthood” , produzido por Chris Walla e Redekopp Howard , bem como um conjunto de livros de três volumes intitulado ON, IN, AT, que é uma coleção de histórias, ensaios, diários, e fotos da banda em turnê nos Estados Unidos no outono de 2008, escrevidas  juntas em Nova Orleans, e em turnê pela Austrália. As fotos do livro são por Lindsey Byrnes e Russell Ryan, Tegan and Sara passou uma semana a escrever músicas juntos em Nova Orleans. A música "Head Paperback" apareceu no álbum, tornando-o a primeira música em qualquer álbum Tegan and Sara que eles escreveram juntas. A revista “Spin” deu a Sainthood quatro de cinco estrelas e escreveu, "a música de Tegan and Sara já não pode ser coisa de adolescentes, mas sua força permanece em quanto ela se sente como duas pessoas conversando”.
DISCOGRAFIA DE TEGAN AND SARA: 
1999: Under Feet Like Ours
2000: This Business of Art
2002: If It Was You
2004: So Jealous 
2007: The Con
2009: Sainthood
2013: Heartthrob
BANDA TEGAN AND SARA:
Tegan Quin – vocal, violão, guitarra e teclado
Sara Quin – vocal, violão, guitarra e teclado
Edward "Ted" Gowans – guitarra e teclado
Shaun Huberts – baixo
Johnny "Five" Andrews – bateria 
Ex-membros:
Dan Kelly – baixo
Chris Carlson – baixo
Rob Chursinoff – bateria

ENFIM GALERA...ESSAS GÊMEAS AINDA VÃO DAR MUITO O QUE FALAR NA MUSICA INDIE...EU TBM ADOREI O SOM DELAS,E COM O SEU NOVO CD "Heartthrob",ELAS VÃO BOMBAR NAS RADIOS ESSE ANO,MAS SE VCS AINDA NÃO AS CONHECIAM,TA AI ALGUNS DOS SEUS VIBRANTES VIDEOCLIPES,VLW GALERA ATE:








terça-feira, 22 de abril de 2014

JPOPPERS BRASIL AS MELHORES BANDAS DE POP JAPONÊS

FALA GALERA...COM O SUCESSO DOS ANIMES E O DOS FILMES JAPONESES,AS BANDAS DE JPOP ESTÃO CADA VEZ MAIS POPULARES AO REDOR DO PLANETA,INCLUSIVE POR AKI NO BRASIL...POIS NÃO É DE HOJE QUE O J-POP VEM CONQUISTANDO A WEB NACIONAL,E POR ISSO RESOLVI POSTAR PRA VCS OS MELHORES ARTISTAS DE J-POP DA ATUALIDADE,E QUEM NÃO CURTIA,JÁ PODE COMEÇAR AGORA,POIS VALE MUITO A PENA CONFERIR ESSE SOM DIFERENTE DOS ASIÁTICOS,E AGORA CONFIRAM AI UM NOVO TOP 10 JPOP,COM ESSE INOVADOR SOM QUE FAZ  A CABEÇA DOS OTAKUS NO MUNDO INTEIRO,VLW GALERA ATE:

= AAA (ATTACK ALL AROUND)
7 MEMBROS: Nishima Takahiro,Urata Naoya,Sueyoshi Shuta,Atae Shinjiro,Hidaka Mitsuhiro,Uno Misako,Ito Chiaki 
EX MEMBROS: Goto Yukari



= UVERWORLD
5 MEMBROS: TAKUYA,Katsuya,Akira,Nobuto,Shintarou 
EX-MEMBROS: Seika,Hiko



= PERFUME 
5 MEMBROS: Ayano Ōmoto,Yuka Kashino,Ayaka Nishiwaki
EX-MEMBROS: Yuuka Kawashima

 = BACK-ON
4 MEMBROS: Kenji03,Teeda,Shu,Gori
EX-MEMBROS: Macchin,Icchan


 = DIVA 
10 MEMBROS: Sayaka Akimoto,Yuka Masuda,Sae Miyazawa,Ayaka Umeda,Satoko Kasuya,Yūki Futami,Atsuko Furukawa,Ramu Fukuno,Ayaka Yamagami,Yuina Inoue


= GARNET CROW
4 MEMBROS: Yuri Nakamura,AZUKI Nana,Hitoshi Okamoto,Hirohito Furui
 


= VIVID
5 MEMBROS: Shin,Reno,Ryōga,Iv,Ko-Ki



= MELON KINENBI 
4 MEMBROS:Hitomi Saito,Megumi Murata,Masae Ōtani,Ayumi Shibata




 = KIS-MY-FT2
7 MEMBROS: Hiromitsu Kitayama,Kento Senga,Toshiya Miyata,Wataru Yokō,Taisuke Fujigaya,Yūta Tamamori,Takashi Nikaidō
EX-MEMBROS: Kyōhei Iida


= 9NINE
9 MEMBROS: Satake Uki,Nishiwaki Sayaka,Kawashima Umika,Yoshii Kanae,Murata Hirona, Matsuzawa Azusa,Wagatsuma Miwako,Kato Rubi,Ashida Marie


domingo, 20 de abril de 2014

EJU ORENDIVE RAP INDIGENA GRUPO BRÔ MC'S

FALA GALERA...QUANDO DIZEM QUE NÃO HÁ PAIS NO MUNDO MAIS CULTURAL QUE O BRASIL,EU COMEÇO A PENSAR QUE NÃO MESMO,APROVA DISSO É GRUPO DE RAP, BRÔ MC'S,UM GRUPO FORMADO POR QUATRO GAROTOS INDÍGENAS,QUE USAM A MODERNIDADE DO RAP,PARA PROTESTAR COM SUAS MUSICAS AS DIFICULDADES DA VIDA DOS INDÍGENAS NO BRASIL.O SOM ORIGINAL E ÚNICO DOS BRÔ MC'S MISTURA O PORTUGUÊS COM A LÍNGUA GUARANI. O GRUPO É O GRITO DOS JOVENS GUARANI-KAIOWÁ TENTANDO SOBREVIVER NA CAPITALISTA SOCIEDADE DO HOMEM BRANCO,ELES ESTÃO BOMBANDO NAS REDES SOCIAIS,E COM SUAS MUSICAS FORTES E REALISTAS,OS GAROTOS ESTÃO CONQUISTANDO MAIS FÃS PELO BRASIL A CADA DIA,ENTÃO CONHEÇAM MELHOR ESSE CONSCIENTIZADOR GRUPO DE RAP,OS BRÔ MC'S...
Brô MC’s é o primeiro grupo de rap indígena do Brasil. Utilizam em suas músicas rimas que mesclam o português com o idioma guarani e as divulgam em vídeos nas redes sociais, com o objetivo de aproximar os não índios de assuntos que abordam lutas, anseios, conquistas e vitórias dos povos indígenas de todo o Brasil. Os integrantes do Brô MC’s vivem na aldeia Jaguapirú Bororó em Dourados (MS), a mais populosa e violenta da região fronteiriça entre Brasil e Paraguai, e utilizam o rap como ferramenta de defesa e denúncia contra o preconceito e racismo.
Trazem toda a desenvoltura dos jovens indígenas para cativar e encher ouvidos, olhos e corações por onde cantam, mostrando por meio do rap indígena suas vivências, seus sonhos e a representação não apenas dos guaranis e kaiowá, etnias das quais são pertencentes, mas de todas as etnias do Brasil e da América Latina.

Os olhos do índio Bruno Verón dizem que algo na aldeia não vai bem. Junto a três outros jovens da mesma tribo, ele tranca o sorriso, amarra o Nike e mira o alvo: o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli. André está sentado na primeira fileira ao lado do prefeito de Dourados, Murilo Zauith, e de vereadores que inauguram com festa e discursos a Vila Olímpica Indígena da região, um espaço esportivo com campo de futebol e quadras de basquete. Bruno terá sua chance logo depois das meninas dançarinas da etnia terena. Assim que o locutor anuncia a entrada de seu grupo de rap, o Brô MC"s, o índio procura pelo governador na platéia e joga a lança: "Esta vai pra vocês que não conhecem nossa realidade, que não sabem dos nossos dilemas. Aldeia unida mostra a cara! A real que Bruno canta forte, em uma mistura de guarani e português, está bem perto daquele complexo esportivo de R$ 1,6 milhão cheirando a tinta. Sua casa de quatro cômodos é dividida entre ele, a mãe, o pai e cinco irmãos. O avô morreu espancado supostamente por capangas de fazendeiros que queriam os indígenas longe dali. O irmão mais velho escapou por pouco, mas leva um projétil alojado na perna. Na casa dos Verón, arroz e feijão são lei. Carne, pouca. Salada, "coisa de paulista". Mandioca brota no quintal. Banho, só de caneca. A geladeira está quebrada. A TV funciona. O Playstation, também. E sempre, a qualquer hora, os celulares dos garotos tocam Eminem, Snoop Doggy, Racionais, MV Bill e Fase Terminal.
O ritmo duro e constante de uma expressão 90% percussiva estaria facilmente em um ritual caiová. "Eu não pensava nessas coisas antes do rap. Ele que me fez ver nossa situação", diz Bruno Verón. Foi em Bruno e no seu irmão Clemerson que o ritmo bateu primeiro. "É nossa chance de sermos ouvidos fora da aldeia", diz o líder. Kelvin e Charles, os outros dois integrantes e também irmãos entre si, foram recrutados na escola. Apesar dos nomes, todos são legítimos guarani-caiovás. Há muitos jovens registrados com "nomes brancos" na aldeia, como se percebe em uma conversa rápida com os garotos sobre rock and roll. "E vocês conhecem os Beatles?" "Sim, o John Lennon mora logo ali", fala Charles, apontando para a vizinhança. Ele ri, mas é sério. John Lennon, Elton John, Jack, Jackson e Sidney Magal são índios de 16, 17 e 18 anos que também escutam rap. 
Os meninos andam pela reserva com camisetas do Eminem e dos Racionais MC"s, tênis de basquete, bonés coloridos e celulares tocando rap. Quando se encontram, tocam as mãos abertas e depois fechadas como se faz na cidade. Muitos aprendem a dançar break em oficinas ministradas pela Cufa (Central Única de Favelas). Em uma delas, Higor Marcelo, cantor do grupo Fase Terminal, conheceu os garotos e passou a produzi-los. "Fiquei maravilhado quando ouvi", diz. Higor fez um CD demo dos garotos e agora fecha a produção para o fim do ano de um primeiro disco do Brô MC"s.
ENFIM GALERA...O RAP DELES É MUITO LEGAL,MAS É A CULTURA INDÍGENA NO BRASIL É MUITO ESQUECIDA,TANTO QUE QUASE NINGUÉM SABE QUE DATA SE COMEMORA O DIA DO ÍNDIO,QUE É 19 DE ABRIL,
OS BRÔ MC'S EM POUCO TEMPO JÁ APARECERÃO EM ALGUNS PROGRAMAS DE TV PELA ORIGINALIDADE, MAS SE VCS AINDA NÃO OUVIRAM O SOM DELES,CONFIRAM AI ALGUNS DE SEUS VÍDEOS,VLW GALERA ATE:









sábado, 19 de abril de 2014

LENE MARLIN BRASIL UNFORGIVABLE SINNER

 
FALA GALERA...UMA DAS CANTORAS MAIS FAMOSAS DA EUROPA,É A NORUEGUESA LENE MARLIN,ALEM DE CANTAR,LENE TOCA GUITARRA,E TAMBÉM É UMA EXCELENTE PIANISTA,E COMPOSITORA,JÁ CHEGOU ATE A ESCREVER MUSICA PARA RIHANNA,SUAS MUSICAS TEM UMA PEGADA MAIS ROMÂNTICA DESCREVENDO OS SENTIMENTOS DO COTIDIANO DAS PESSOAS. ELA ESTREOU NA MUSICA EM OUTUBRO DE 1998 COM O SINGLE “Unforgivable Sinner” O HIT FICOU EM PRIMEIRO LUGAR DURANTE 2 MESES,E ATE HOJE FOI A MUSICA MAIS VENDIDA DA HISTORIA DA NORUEGA. A MUSICA FEZ PARTE DA TRILHA SONORA DO FILME SCHPAAA.SEU PRIMEIRO ÁLBUM: Playing My Game GANHOU O PREMIO MUSICAL MTV Europe award EM 1999. E O SINGLE: Where I'm Headed,FEZ PARTE DA TRILHA SONORA DO FILME FRANCES “MAUVAISES FREQUENTATIONS”. ENTÃO CONHEÇAM MELHOR ESSA TALENTOSA CANTORA NORUEGUESA,ESSA É LENE MARLIN...
 
Lene Marlin Pedersen nascida em Tromsø, em 17 de Agosto de 1980. É uma popular cantora norueguesa. Nascida em uma cidade situada no extremo norte da Noruega, Lene começou a compor e a cantar música aos 15 anos, depois de receber uma guitarra de Natal. Tocava as suas músicas num ambiente familiar, para o irmão e os amigos. No Verão de 1997, um jornalista da NRK (televisão/rádio norueguesa), contactado pelos amigos de Lene Marlin, conheceu e apreciou o talento da jovem e concedeu-lhe a oportunidade de gravar uma demo para a NRK/Tromsø, enviando-a mais tarde para Virgin Records. Lene teve assim a oportunidade de cantar 15 músicas escritas por si própria, uma performance que agradou bastante aos dirigentes da discográfica. O contrato discográfico estava pronto e Lene Marlin estava prestes a realizar o seu sonho. Com 18 anos, começou a gravar o seu primeiro álbum chamado: Playing My Game nos esúdios da Virgin em Oslo. Ao mesmo tempo, continuava os seus estudos em Tromsø, pois ainda se considerava muito nova para fazer a escolha de abdicar dos estudos em prol da música. Apesar da vida cansativa Lene tinha de pegar todos os dias o avião da sua terra natal para viajar ate a capital. Conseguiu acabar o liceu com uma nota máxima na escala de avaliação dos liceus noruegueses.
 
Lene Marlin também é muito popular como compositora, Com Sissel Kyrkjebø em 2000, ela escreveu duas músicas, Should it Matter e We Both Know para o álbum "All Good Things". O chamado Projecto Venn de 2005, uma Canção gravada em honra das vítimas do Tsunami, cantada por vários artistas noruegueses. Lene Marlin compôs a música juntamente com o cantor norueguês Espen Lind. Com os Lovebugs em 2006, teve Participação em Avalon, canção da banda suíça que atingiu o primeiro lugar nas rádios nacionais. Lene Marlin cantou ao vivo com os Lovebugs no concurso Miss Suíça 2006 e na Gala do Desporto 2006 e também na Suíça.
Com Rihanna em 2007, ela Escreveu, juntamente com a StarGate, a música Good Girl Gone Bad, do álbum homónimo de Rihanna. E Com a banda alemã Marquess em 2008, Lene Escreveu e participou no single All Gone. Em 2011, ela trabalhou com Gary Louris,Autumn Rowe , Mads Langer e Tobias Stenkjaer. Já em 2013, Marlin participou do reality show Hver gang vi motes.
 
Discografia de Lene Marlin: 
= Playing My Game (1999)
= Another Day (2003)
=  Lost in a Moment (2005)
= Twist the Truth (2009)
ENFIM GALERA...HOJE ELA É CONSAGRADA COMO CANTORA E COMPOSITORA NA EUROPA,E DEVIDO AO SEU TALENTO E A SUA VOZ MARCANTE,LENE SAIU DA CIDADE DE TROMSO NA NORUEGA E GANHOU O MUNDO DA MUSICA,MAS SE VCS AINDA NÃO CONHECIAM A LINDA LENE NARLIN,TA AI ALGUNS DE SEUS ENCANTADORES VIDEOCLIPES PRA VCS CURTIREM,VLW GALERA ATE:




quinta-feira, 17 de abril de 2014

O MISTÉRIO DA MEDIUM CHIZUKO MIFUNE

Fala galera...Ringu é um livro escrito por Koji Suzuki em 1991. Serviu de inspiração para diversos filmes ate hoje. Conta a historia de Uma repórter que decide investigar a morte misteriosa de sua sobrinha. Ela descobre que tudo isso foi por conta de uma fita de vídeo que a quem a assiste, morre em sete dias. Curiosa, a repórter vê o vídeo para ter certeza. Quando a fita acaba o telefone toca, e um ruído macabro se escuta. Então ela tem exatos sete dias para descobrir como acabar com a maldição e salvar sua vida. Alem de Ringu,os livros de Koji Suzuki também deu origem outro filme chamado: Dark Water - Honogurai mizu no soko kara. Baseado no conto Floating Water em 2002. E posteriormente em 2005 teve um remake americano chamado Dark walter (água negra) feito pelo diretor brasileiro Walter Salles.
O que poucos sabem é que o livro RINGU é baseado na historia real de Chizuko Mifune nascida em 17/06/1886 e morta em 10/01/1911. Ela era uma renomada médium japonesa que aceitou participar de pesquisas de professores da Universidade de Tóquio para comprovação de atividades paranormais. No entanto, após uma demonstração pública de suas habilidades mediúnicas, ela foi acusada de charlatanismo e suicidou-se aos 25 anos de idade. Alguns anos depois, nasceu nas redondezas uma menina chamada: Sadako Takahashi, que também demonstrava possuir habilidades paranormais. Ao contrário de Mifune Chizuko, que psicografava, Sadako Takahashi possuía a habilidade de gravar imagens mentais em superfícies como fotos e radiografias, esta habilidade é mais conhecida como nensha ou fotografias espíritas. Ela também fez parte do grupo de pesquisa da Universidade de Tóquio, e Evidentemente, o escritor Koji Suzuki baseou-se na misteriosa história dessas duas mulheres para compor suas personagens, dando inclusive seus nomes em seus personagens fictícios.
Chizuko Mifune foi uma renomada clarividente no Japão durante o final do período Meiji. Nascida no distrito de Kumamoto, Chizuko foi casada entre 1908 e 1910. Chizuko era uma pessoa muito religiosa, Aos 23 anos as forças anímicas de Chizuko Despertam,quando em um dia comum que ela estava meditando, Chizuko diz qual era o número de vermes em uma árvore próxima ao seu jardim, muitos deles estavam encobertos pela casca da árvore, e invisíveis a olho nu. Rapidamente, as notícias sobre os dons de adivinhações de Chizuko se espalharam de sua cidade para outras partes do Japão. As misteriosas habilidades de Chizuko logo chegaram ao conhecimento do Dr. Tomokichi Fukurai, Professor Assistente de Psicologia da Universidade de Tóquio. Dividindo um profundo interesse entre a ciência e o sobrenatural, Dr. Fukurai se empenhou em constatar a veracidade de fenômenos de percepção extra-sensorial. Ele procurou Chizuko com o intuito de comprovar tanto para pesquisadores da universidade como para os céticos, um dos quais era o famoso o Dr. Kenjiro Yamakawa. Que os poderes de premonição de Chizuko eram reais. Uma das exibições públicas mais famosas de Chizuko foi conduzida pelo Dr. Fukurai em 15 de setembro de 1910.
Chizuko aparentemente lia mensagens escritas guardadas em envelopes lacrados, para surpresa do público ela acertou todas as mensagens. Entretanto, o espetáculo provou-se inconvincente para muitos dos espectadores céticos, e Chizuko foi considerada charlatã, tendo sua renomada reputação de médium arruinada em todo o Japão. Um ano após este constrangedor acontecimento, aos 25 anos, Mifune Chizuko cometeu suicídio por ingestão de veneno, Com isso surgiu varias teorias conflitantes sobre as razões exatas de sua misteriosa morte, muitos acreditam que na véspera deste ocorrido, a sensitiva teria tido uma visão de um jornal noticiando sua morte.
FOTO DE MIFUNE CHIZUKO:
NASCIMENTO: 17/06/1886 - MORTE: 19/01/1911
Enfim galera... Assim como a maldiçã ode sadako,a maldição de Chizuko Mifune também é eterna, sobrenatural ou não,a sua intrigante historia chamou a atenção dos escritores e dos cineastas de terror japonês, tendo servido de inspiração para famosos filmes como Ringu de 1998 e Yogen de 2004.Toda lenda tem uma origem,então fiquem ai com o trailer de Ringu o chamado de 1998,vlw galera ate:

= Koji Suzuki autor de RINGU:



Postagens populares

Postagens populares